7 de maio de 2013

Escolíadas 2013 - Era uma vez uma outra vez

No passado sábado, 4 de maio, no Centro Cultural de Ílhavo, teve lugar a terceira eliminatória das Escolíadas 2013, Polo II. A EPADRV participou com o tema referenciado no título deste post e não foi apurada para a final, ao contrário do que tinha acontecido nos dois anos anteriores. No entanto, as provas da EPADRV  foram apresentadas com brio e qualidade, fruto da entrega, dedicação e trabalho dos alunos e também de alguns professores responsáveis pelo projeto.
Ao fim da noite, havia alguma desilusão por parte dos alunos, traduzida por emotivas lágrimas, mas a lição a tirar é do esforço e mérito com que participaram em mais uma aventura escoliástica. Os professores envolvidos também se mostraram algo dececionados, mas ao mesmo tempo orgulhosos da prestação dos alunos e do acolhimento por parte do público presente no CCI às suas provas.
A prova de Dança arrecadou um 20 de um dos jurados. Tratou-se de um momento que levou ao rubro o CCI, com a plateia a vibrar ao som e ritmos da exibição que viam em palco. Os dançarinos foram Maxine Costa, Natália Lopes, Waldyr Lima, Wilfrides, Guiludson Cravid e Isaías Pires, numa coreografia feita pelos mesmos e orientada pela professora Dina Ribau, e poema da professora Fátima Laouini (Conta-me Uma História). A primeira professora também foi responsável pela coreografia e trabalho da Claque, que simbolizava os duendes encantados pelas histórias infantis. A segunda professora foi a autora da peça de Teatro, Uma Outra Vez, que foi encenada pelo professor Luís Cerqueira. Os jovens atores estiveram muito bem em palco: José Miguel Silva, Rui Machado, Rafael Rocha, Tânia Santos, Adão Pereira, Sara Ferreira e Jéssica Graça.
Na prova de Cultura Geral estiveram presentes o aluno Rui Machado e o professor Paulo Alves, enquanto que a prova de Pintura foi apresentada pela professora Emília Susana.
No final, algum desapontamento natural  mas uma grande satisfação pelo trabalho de equipa, pelo convívio, pela aposta na criatividade, pelos afetos, e pela certeza do grande gosto em participar num desfile de artes e talentos que são as Escolíadas.
(Fátima Laouini)





Sem comentários: